20 de outubro de 2014

                               
Um acidente de moto deixou duas pessoas bastante feridas nesta segunda-feira (20) na rodovia PE-102, na altura do sítio Boi, no município de Casinhas. O acidente aconteceu por volta das 4h da manhã, envolvendo dois homens que voltavam de uma festa na cidade de Umbuzeiro, na Paraíba.

As primeiras informações dão conta de que as vítimas residem no sítio Serra do Canto, na zona rural de Casinhas. Um dos rapazes seria irmão de Patrícia Leal, recepcionista da Secretaria de Educação de Casinhas. Ainda não temos maiores detalhes sobre como ocorreu o acidente, apenas que, com a queda da moto, as vítimas ficaram estendidas no chão até a chegada da equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) da cidade de Casinhas.

Uma das vítimas, conhecida apenas como "Chorão", teve fratura exposta na cabeça. Já a outra vítima, conhecida como "Chiquinho", teve fratura no braço. Após serem socorridas até a Unidade Mista Cecília Leal de Miranda (UMCLM), as duas vítimas foram transferidas para um hospital no Recife. Uma delas, segundo apuramos, encontra-se em estado grave. 

Chama-me a atenção, mais uma vez, o fato de já terem ocorrido vários acidentes - e com assustadora frequência - naquele mesmo local, deixando, até agora, um saldo de três pessoas mortas e várias feridas. Proponho, desde já, aos parceiros blogueiros Edmilson Arruda, do Blog Casinhas Agreste, e Florisvaldo Barbosa, do Blog do Florisvaldo, que façamos juntos uma reportagem especial que investigue minuciosamente o assunto: o que de fato acontece no já famoso "trecho da morte", no sítio Boi, em Casinhas?
Fonte +Casinhas

17 de outubro de 2014

                     
Aécio Neves tem 49,7% das intenções de voto totais, contra 38,4% de Dilma Rousseff, de acordo com o Sensus
Do Portal R7
O Instituto Sensus publicou nesta sexta-feira (17) mais uma pesquisa de intenção de votos para o segundo turno da eleição presidencial. Divulgado pela revista IstoÉ, o levantamento mostra Aécio Neves (PSDB) 12,8 pontos à frente de Dilma Rousseff (PT). Na quinta-feira (16), o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) obrigou o instituto a divulgar informações sobre a coleta de dados de sua pesquisa anterior, após questionamentos da coligação petista.
Segundo os números publicados hoje, Aécio aparece com 49,7% dos votos totais, contra 38,4% de Dilma. Votos brancos, nulos e indecisos somam 12%.
Em votos válidos, o tucano soma 56,4% contra 43,6% da presidente, uma diferença de 12,8 pontos percentuais.
O Sensus informa que realizou 2.000 entrevistas em 136 municípios de 24 Estados do País entre os dias 14 e 17. A margem de erro é de 2,2 pontos
No levantamento anterior, publicado no dia 11, Aécio aparecia com 58,8% dos votos válidos, enquanto Dilma tinha 41,2%. Ou seja, nesse período de seis dias, o tucano caiu 2,4 pontos enquanto a petista subiu 2,4 pontos.
Questionamentos
A pesquisa anterior, que colocava Aécio 17 pontos à frente da presidente, levou a coligação petista a questionar o instituto.
O ministro Tarcisio Vieira de Carvalho Neto, do TSE, determinou ontem que o Sensus dê à candidata do PT à reeleição e à coligação Com a Força do Povo o acesso a informações sobre a coleta de dados da pesquisa divulgada no fim de semana.
De acordo com o TSE, a coligação e Dilma solicitaram “acesso ao sistema interno de controle, verificação e fiscalização da coleta de dados da pesquisa de opinião”.
Não foi determinado um prazo para o fornecimento dessas informações. Na decisão, Carvalho Neto determina que a Sensus permita o acesso aos dados solicitados, preservando, no entanto, a identidade dos entrevistados.
Dilma e a coligação fizeram o pedido com base em “supostas irregularidades na referida pesquisa”. Entre elas, estão a falta de identificação da fonte dos dados estatísticos e o “superdimensionamento” do percentual de entrevistados com nível superior.

Fonte: Magno Martins
 
O senador Aécio Neves (PSDB) criticou em Campina Grande (PB) na noite desta sexta-feira (17) o atraso das obras da transposição de parte das águas do rio São Francisco e prometeu concluí-la, caso seja eleito.
"Não é aceitável, não é compreensível que uma obra que já deveria ter sido concluída há quatro anos, com tanto dinheiro gasto, mais do dobro do que era previsto, não tenha levado uma gota de água sequer àqueles que aguardam", disse o presidenciável.
O governo federal fez no início desta semana os primeiros testes em um trecho da obra, cujo preço saltou de uma estimativa inicial de R$ 4,6 bilhões para R$ 8,2 bilhões. O prazo de entrega da obra da transposição foi adiado de 2012 para 2015.(Da Folha de S.Paulo - Daniel Carvalho)

Fonte: Blog do Magno
                 
Dilma perdeu para Marina em Pernambuco no primeiro turno da eleição presidencial. A diferença foi de quatro pontos porcentuais, ficando Aécio Neves em terceiro lugar com apenas 6% dos votos válidos. Pernambuco foi o único Estado do Nordeste onde a candidata do PT perdeu a eleição, não só pela força da Frente Popular, que partiu fechada com Marina Silva, como pela comoção que se seguiu ao desaparecimento de Eduardo Campos.

A batalha agora do segundo turno é pelo espólio de Marina, que obteve em Pernambuco mais de dois milhões de votos. Do ponto de vista nacional, Aécio herdou, segundo as pesquisas, 66% dos votos de Marina. Mas esse percentual em Pernambuco pode ser um pouco maior porque o 1º turno foi polarizado entre Dilma e Marina. Quem não vota em Dilma, portanto, deverá caminhar com o senador mineiro. Daí Pernambuco ser um forte candidato a ser o cenário da batalha final.
 
Fonte: Blog do Inaldo Sampaio

12 de outubro de 2014

 A presidente Dilma não ouve ninguém, isso é público e sabido, faz o que acha que tem que ser feito. Ninguém tem coragem de contestá-la. Não tinha, até a entrada de Miguel Rossetto na campanha da reeleição. Gaúcho de voz firme, ele pede, e Dilma... obedece. Dia desses, ninguém teve coragem de dizer que a blusa que Dilma vestia para uma entrevista embaralhava com o fundo. Rossetto convenceu a presidente de que era mais fácil ela trocar a blusa do que mudar o fundo da gravação.
Quem chegar hoje aqui vai achar que Dilma está disputando o segundo turno com Fernando Henrique Cardoso. Tantas são as vezes que o tucanão é citado nos programas da Dilma, que isso está provocando dificuldade até na mídia. É que, quando Fernando Henrique era presidente, a maioria das repórteres que cobrem hoje as campanhas brincava com boneca. 

Fonte: Blog do Magno

                     




                                    
Após uma semana de negociações com o PSDB, a candidata derrotada à Presidência pelo PSB, Marina Silva, anunciou neste domingo (12) que apoiará o candidato tucano Aécio Neves no segundo turno. A decisão foi divulgada, em São Paulo, um dia depois de o presidenciável do PSDB assumir, por meio de uma carta aberta, uma série de compromissos para a área social, entre os quais parte das condições impostas pela ex-senadora para apoiá-lo na reta final da corrida pelo Palácio do Planalto.

"Tendo em vista os compromissos assumidos por Aécio Neves, declaro meu voto e o meu apoio a sua candidatura. Votarei em Aécio e o apoiarei. Votando nesses compromissos, dando um crédito de confiança à sinceridade de propósitos do candidato e de seu partido e, principalmente, entregando à sociedade brasileira a tarefa de exigir que sejam cumpridos", disse Marina, ao final de um pronunciamento de cerca de meia hora, ao lado de seu candidato a vice na eleição presidencial, deputado Beto Albuquerque (PSB-RS).


Assista trecho do anúncio no vídeo abaixo:



"Não estou com isso fazendo nenhum acordo ou aliança para governar. O que me move é a minha consciência, e assumo a responsabilidade pelas minhas escolhas", complementou. Entre as promessas assumidas pelo tucano no sábado, em resposta às condições apresentadas pela ex-senadora, está, caso seja eleito, adotar uma política ambiental sustentável, priorizar o ensino integral no país e a criar um fundo para tentar solucionar os conflitos entre índios e produtores rurais, além do compromisso de que irá trabalhar para que o Congresso Nacional aprove o fim da reeleição para cargos executivos.
 
Fonte: G1
Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!