• Imagens da Semana

    aenvie sua imagem pelo facebook e será divulgada em nosso SLIDE

  • Imagens da Semana

    Mande também sua imagem

  • Imagem da semana

    Mande também sua imagem para divulgarmos

5 de fevereiro de 2016

APÓS REDUZIR CRIMINALIDADE, COMANDO DO 22º BPM RECEBE HOMENAGEM DE COMERCIANTES DE SURUBIM




22 bpm coronel marcos aurelio agreste violento (1)
Na tarde desta sexta-feira (05), empresários e comerciantes de Surubim, prestaram uma homenagem, ao Comandante do 22•BPM, Tenente Coronel Marcos Aurélio, pelos “relevantes serviços prestados”, os quais notadamente reduziram os assaltos no centro comercial daquele município, trazendo uma maior sensação de Segurança.
 Segundo relatos, existiam comerciantes que estavam até pensando em fechar seus estabelecimentos e hoje estão mais motivados, em virtude do trabalho mais presente e atuante da Polícia Militar.
Fonte: Agreste Violento

POLÍCIA CIVIL PRENDE 08 INTEGRANTES DO “BONDE DA RAPOSA” EM GARANHUNS


“Parada obrigatória” – Polícia Civil – Ministério Público e Poder Judiciário desarticulam “Bonde da Raposa”
Operaçao proxima estacaopresos integrantes do bonde da raposa-agresteviolentoA Polícia Civil realizou na manhã desta sexta-feira (05/2) em Garanhuns, a “Operação Próxima Estação” para prender integrantes de um grupo criminoso denominado “Bonde da Raposa” o qual agia em vários locais da cidade como também aterrorizava a população do bairro da Liberdade, com ameaças e assaltos. O nome da operação é referente “Bonde da Raposa” onde, quem embarcou nesse bonde teve que descer na “próxima estação”, a 135ª Circunscrição de Polícia Civil de Garanhuns.
PC-operaçao na Liberdade-agresteviolento.com.brA operação foi comandada pela delegada Maria das Graças, junto com policiais da 22ª DPH e 2ª Delegacia e foram cumpridos 04 Mandados de Busca e Apreensão de Menores e 04 Mandados de Prisão. Todos integrantes moradores do bairro da Liberdade, Comunidade conhecida como Raposa. De acordo com a Polícia Civil, foram presos e caminhados a Cadeia Pública de Saloá: José Fabrício da Silva Barbosa, 19 anos, José Alexsandro da Silva Barbosa, 25, Ericson Raul Pereira Gomes, 19, e Maxwel Rodrigues Fernandes da Silva. Eles foram autuados por Roubo e Associação para o crime, como também serão investigados por Furtos, Homicídios, Tráfico de Droga e Corrupção de Menores. Os 04 menores foram encaminhados a Funase.
apreensao 2ª DP - GaranhunsAinda de acordo com a delegada Maria das Graças, as prisões foram devido a ação rápida do Ministério Público e Poder Judiciário que expediram todos os Mandados em tempo recorde, sendo assim, foi dada uma resposta imediata para a sociedade garanhuense que vinha sofrendo ameaças do bando, que publicava suas ações em redes sociais, o qual, mencionava praticar assaltos com violência e aterrorizar as festividades carnavalescas, devido a aproximação do período festivo.
Ainda segundo a delegada, a participação da população através do telefone da delegacia, o (87) 3761-8457 foi de extrema importância, pois várias denúncias chegaram até a mesma, ajudando assim, obter várias provas contra os meliantes. As investigações continuam para identificar mais pessoas ligadas aos criminosos.
Fonte: Agreste Violento

Metas fiscais são avaliadas durante audiência pública em Casinhas

A prefeita de Casinhas, Rosineide Barbosa, fez a abertura oficial da audiência, ocorrida no plenário da Câmara de Vereadores (Foto: Mário Andrade/Divulgação)

Atendendo a Lei Complementar nº 101/2000, uma audiência pública foi realizada na tarde desta quinta-feira (04) pelo Poder Executivo de Casinhas de modo a atender aos princípios que norteiam a administração pública referente à avaliação e cumprimento das metas fiscais. A prefeita Rosineide Barbosa (PSDB) esteve presente e fez a abertura oficial da audiência, ocorrida na Câmara de Vereadores de Casinhas. Em seguida, a diretora geral do Núcleo de Assessoria a Administração Pública (NAAP), Valéria Celestino, fez uma minuciosa explanação sobre o assunto para o público presente.

A secretária de Finanças, Laura Souza, e o controlador interno da PMC, Luiz Fernandes, juntamente com toda a equipe de secretários municipais - Maricely Almeida (Educação), Alessandra Soares (Assistência Social), Mákson Medeiros (Saúde) e Sinha do Junco (Juventude, Cultura e Esportes) - estiveram disponíveis na ocasião para prestar todo e qualquer esclarecimento que se fizesse necessário sobre os dados e informações explanadas.

Fonte:+Casinhas

4 de fevereiro de 2016

PESQUISA I Prefeito de Surubim tem gestão reprovada por 53%, diz Datavox



Uma pesquisa do instituto DataVox em Surubim, a 120 km do Recife, aponta uma desaprovação de 53,3% da gestão do prefeito Túlio Vieira (PT), enquanto 30,7% aprovam e 16% não souberam responder. Na estratificação por áreas, na zona rural o índice de rejeição pula para 60%, 32,5% aprovam e 7,5% não opinaram. O levantamento foi feito no último dia 28 de janeiro, com uma margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Outro dado que chama atenção é que 52,9% dizem não confiar na gestão do petista, que tentará a reeleição no pleito de outubro. Os eleitores que afirmaram confiar representam apenas 27,4% e 19,7% não souberam responder. A faixa etária que vai de 35 a 44 anos é a que mais desconfia das ações da Prefeitura, com 59,8%, seguida da parcela na faixa etária entre 16 e 24 anos, que tem 58,8% de ceticismo. Com relação à escolaridade, o nível sobe para 66,7% de desconfiança, mesmo número entre os eleitores com renda familiar acima de três salários mínimos.

No quesito avaliação, 35,7% apontaram como regular a administração do petista. Outros 21,7% acham ruim, 17,7% julgam que é péssima e 15,7% dizem que é boa. Apenas 2,2% afirmaram que a gestão é ótima e 7% não responderam. As entrevistas foram feitas nos bairros de Bela Vista, Cabaceira, Centro, Chã do Marinheiro, Coqueiro, Diogo, Lagoa Nova, Santo Antônio, São José e São Sebastião, além das regiões rurais de Lério de Cima, Lério de Baixo e Mocotó, e Jucá Ferrado Campo da Cimenteira.

Incluiu aida Gancho do Galo, Lagoa Nova e Doquinhas, Furnas, Capoeira do Milho e Macacos, Tatus, Gameleira, Bateria e Gangungo. Também foram incluídas as localidades de Mimoso, Piões, Alegre, Desterro e Cachoeira do Taepe, Lagoa da Vaca, Chéus e Duas Estradas, Barra da Onça, Taperinha, Capim e Caiai. Quando questionados sobre os principais problemas enfrentados no município, a maior parte, ou seja, 22,2% respondeu que a Saúde é a área que mais carece de melhorias.

Outros 14,9% disseram que tudo precisa de melhores desempenhos. O desemprego, o saneamento básico e o calçamento foram outros pontos escolhidos por 11,7%, 11,5% e 10,2% dos entrevistados, respectivamente. Violência e falta d´água foram indicados, cada um, por 7% dos ouvidos.


Fonte: Magno Martins

Zika pode ser transmitido pelo sexo? Os três casos que intrigam cientistas



O risco de transmissão sexual do vírus da zika ainda não foi comprovado cientificamente, mas três casos de possível contágio intrigam cientistas e já levaram médicos a recomendar que grávidas usem proteção durante relações sexuais.

O mais recente ocorreu no estado do Texas. Em entrevista à BBC, a vice-diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), Anne Schuchat, disse que “o laboratório confirmou o primeiro caso de zika vírus em um não-viajante. Nós não acreditamos que o contágio tenha ocorrido por meio de picadas de mosquito, mas sim por contato sexual”.

Questionada sobre a confirmação, Schuchat explicou que, até o momento, não há outras formas plausíveis que possam dar conta da transmissão, já que uma pessoa esteve na Venezuela, voltou aos EUA, apresentou sintomas de zika, e teve contato sexual com o parceiro.

O caso no Texas soma-se a outros dois que, embora não comprovados, são amplamente citados na literatura científica. Em um deles, o vírus foi detectado no sêmen de um paciente e, no outro, um cientista que havia estado em uma área de contaminação por zika voltou aos EUA onde teria contaminado a esposa.

Em 2013, durante um surto de zika na Polinésia Francesa, o vírus foi detectado no sêmen de um homem de 44 anos. Ele havia apresentado sintomas típicos da infecção por zika: febre, dores de cabeça e nas articulações. Após alguns dias, o paciente notou vestígios de sangue no sêmen e procurou atendimento médico. Exames detectaram o vírus no material coletado.

Neste caso, não houve a comprovação de infecção de uma segunda pessoa pela via sexual, mas, sim, da contaminação do sêmen pelo chamado vírus replicante, ou seja, capaz de gerar a propagação da doença. "Nossas descobertas apoiam a hipótese de que o Zika pode ser transmitido por via sexual", conclui artigo de fevereiro de 2015, disponível no site do Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês).

No segundo caso de possível contaminação sexual, o sêmen do paciente com zika não foi examinado. No entanto, a esposa deste paciente teve a zika diagnosticada e a única explicação plausível seria o contágio sexual.

Foi o caso do cientista americano Brian Foy, em 2008. Ele havia visitado uma região do Senegal afetada por zika e, ao retornar para casa, no Colorado, Estados Unidos, teria infectado sua esposa durante uma relação sexual um dia após seu retorno.

"Vivemos no Colorado, um Estado americano onde não há mosquitos na época do ano em que minha mulher contraiu o vírus. E onde não há ocorrência do Aedes aegypti (o mosquito transmissor do vírus). O mais provável é que minha mulher tenha sido infectada quanto tivemos relações, antes de eu me sentir doente, mas a ciência ainda não está nem perto de provar a possibilidade desse tipo de contágio", conta Foy, em entrevista por telefone à BBC Brasil.

O professor-assistente da Universidade Estadual do Colorado é um dos autores de um estudo que sugere a possibilidade de transmissão do zika por contato sexual. Inicialmente, Foy foi diagnosticado com dengue e médicos não conseguiram descobrir o que tinha se passado com sua esposa. Passou-se um ano até que eles descobrissem que se tratava de zika.

O americano acredita que a repercussão causada pela epidemia no Brasil incentive o financiamento de pesquisas buscando investigar o assunto. Foy afirma não haver dúvidas de que a picada do Aedes aegypti é a forma principal pela qual se pode contrair o vírus, mas defende a importância de que ao menos se descubra mais sobre a via sexual.

"Para atingir uma área de contágio tão extensa de forma tão rápida, o mosquito é a grande explicação. Pode ser até que o contágio sexual represente uma ocorrência rara e, diante dos problemas enfrentados pelas autoridades de saúde dos países afetados, como o Brasil, não esteja no alto da lista de prioridades. Como cientista, porém, sempre acredito na importância de se investigar outras possibilidades", completa.

Recomendação é que grávidas usem preservativo nas relações sexuais.© Foto: Fornecido por BBC Recomendação é que grávidas usem preservativo nas relações sexuais.
Em uma entrevista a uma rede de TV americana, Foy relatou ter sido constantemente picado por mosquitos enquanto fazia seu trabalho de campo no vilarejo senegalês de Bandafassi. Voltou para os EUA no final de agosto de 2008 e, dias depois, começou a se sentir mal, com sintomas que variavam de fadiga a dores no momento de urinar, além de inflamações na pele – a esposa teria notado o que parecia ser sangue no sêmen do marido.

Foy pediu ajuda a colegas do CDC, a principal agência voltada para a proteção da saúde pública dos EUA, para identificar a patologia com que tinha sido infectado. O diagnóstico de dengue não o deixou convencido, e muito menos a indefinição sobre o que teria acontecido com a mulher.

Um ano depois, um dos auxiliares do cientista na viagem à África, Kevin Kobylinski, que também ficou doente, estava conversando em um jantar com o entomologista Andrew Haddon, da Universidade do Texas, quando tocou no assunto.

Haddow, por uma grande ironia do destino, é neto de Alexander Haddow, um dos três cientistas que isolaram o zika pela primeira vez, em 1947, quando o extraíram de um macaco na Floresta de Zika, em Uganda. Quando soube que amostras de sangue de Kobylinski e dos Foy ainda estavam preservadas em um laboratório, o entomologista sugeriu que elas fossem enviadas para o virologista Robert Tesh. As três amostras testaram positivo para zika.

Em seu estudo, Foy apresenta outros argumentos para defender a hipótese de contato sexual. Joy, sua mulher, jamais visitou a África ou a Ásia e, na época da publicação do documento, já fazia quatro anos que não deixava os EUA. Antes da epidemia no Brasil e que começa a chegar a outros países da América do Sul, o zika jamais tinha sido reportado no hemisfério Ocidental.

Outros estudos envolvendo doenças transmissíveis por mosquitos há haviam sugerido a possibilidade de contágio sexual. Haddow, por exemplo, aponta para o fato de que a epidemia de zika na Micronésia (Oceania), em 2007, deu margem para especulações sobre este tipo de contágio.

Isso porque a proporção de mulheres infectadas foi 50% maior que a de homens – na maioria das doenças sexualmente transmissíveis, o sexo vaginal oferece riscos de contágio muito maior para as mulheres.

"É a explicação mais lógica. Outra possibilidade é que tivesse sido passado pela saliva ou outros fluidos corporais, mas temos quatro filhos, e eles não ficaram doentes.

Fonte: BBC Brasil

Barragem de Jucazinho deve atender Agreste por mais 90 dias, diz Compesa



Com 1,66% do volume total, a barragem de Jucazinho só deve atender a população do Agreste de Pernambuco por mais 90 dias, conforme informou a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) ao G1, nesta quarta-feira (3). O reservatório localizado no município de Surubim tem capacidade para comportar 327 milhões de metros cúbicos de água. Atualmente este armazenamento é de apenas 5,6 milhões.

No dia 15 de janeiro, a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) confirmou que Jucazinho tinha atingido o menor volume desde 1º de junho de 2000, quando registrou 1,8% da capacidade total. De acordo com a Apac, Jucazinho atingiu o volume morto em novembro de 2015, quando chegou a 2,52% do total. Segundo a Apac, no mês de janeiro choveu uma média de 92 mm em toda a região Agreste. O esperado para este período era 42 mm. Em Surubim, choveu 85 mm quando o esperado era de 33 mm. Apesar disso, o volume do reservatório não aumentou porque "a água da chuva tem quer ser maior do que a quantidade escoada nas bacias dos rios, devido à vazão", conforme a técnica em hidrometeorologia da Apac, Rafaela Ribeiro.

Aproximadamente 300 mil pessoas recebem água de Jucazinho, segundo o gerente regional do Alto Capibaribe da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Mario Heitor Filho. Os municípios abastecidos pela barragem são: Cumaru, Passira, Riacho das Almas, Santa Cruz do Capibaribe,Salgadinho, Surubim, Casinhas, Santa Maria do Cambucá, Vertente do Lério, Frei Miguelinho, Vertentes e Toritama.


Fonte: G1
Postagens mais antigas → Página inicial