16 de junho de 2012

"Ao contrário do que foi divulgado, não estamos reivindicando aumento do salário, mas sim o cumprimento da lei federal"





Em depoimento exclusivo para oBlog, a técnica de Enfermagem Alessandra Soares (foto) esclareceu que, ao contrário do que foi divulgado por alguns veículos da imprensa regional, "o que nossa categoria está reivindicando não é aumento salarial, mas sim, que se cumpra o que manda a lei federal".

"Depois do tumulto na Câmara Municipal de Casinhas, em todo lugar só vi gente dizendo que o projeto mais uma vez não foi votado pelos vereadores porque se tratava do aumento do salário dos servidores da saúde, o que é uma inverdade. Nós estamos reivindicando o adicional noturno para os plantonistas e a insalubridade (risco de vida) para quem trabalha em contato com pacientes e materiais que podem contaminar", explicou.

"Muita gente não está por dentro do projeto, até porque quem deu início a isso tudo fui eu quando trouxe pra cá o sindicato e, como não pude participar da sessão da última quarta, muitas conclusões foram tiradas. Mas a coisa é bem simples e esse projeto nem precisaria estar sendo apreciado pela Câmara de Vereadores, já que é baseado numa lei federal e, portanto, não pode ser vetado. Por isso, por uma questão de justiça, agora irei acionar todas as esferas para resolver de uma vez por todas essa questão", garantiu.

Na última quarta-feira (13), a presidente da Câmara, Maria Pires (PSD), e o motorista de ambulância Luiz Negromonte protagonizaram um acalorado bate-boca no plenário da Casa de Leis. Ele ficou revoltado porque a proposta não entrou na pauta do dia. Com o tumulto, a sessão foi encerrada e o projeto só será apreciado novamente no próximo dia 27.


Fonte +Casinhas
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial