Sem a presença de João, o 'pai da junção', Rosineide homologa sua 4ª candidatura à Prefeitura de Casinhas


 





Prego batido, ponta virada, como se diz no popular: para os que ainda continuam se beliscando achando que não estão acordados, os palanques da situação e da oposição em Casinhas foram 'juntados e misturados' pra valer, a convenção que homologou a quarta candidatura de Rosineide Barbosa à PMC aconteceu na noite da última sexta-feira (29) e, ao que tudo indica, são 'favas contadas' esta que tende a ser sua mais fácil e esmagadora vitória política no município.

Seu retorno à prefeitura foi "abençoado", oito anos depois, pela mesma pessoa que teve sua "benção" no passado, o atual prefeito de Casinhas, João Camêlo (PTB). Rompidos pessoal e politicamente desde 2006, no início do segundo ano da primeira gestão do petebista, tornaram-se inimigos ferrenhos um do outro. O primeiro grande embate político entre ambos aconteceu em 2008, quando João, então candidato à reeleição, enfrentou Rosineide pela primeira vez. Com quase 3 mil votos de diferença, o prefeito não só garantiu sua reeleição, como provou sua liderança incontestável dentro do município.
Agora, contrariando todos os prognósticos imagináveis até então, ele literalmente "deu uma banana" de presente (tipo assim: "aqui pra vocês, ó!") aos seis nomes do seu grupo político que postulavam a indicação para disputar sua sucessão e formalizou uma aliança com a ex-prefeita. Abdicando, inclusive, da 'cabeça' na chapa e indicando para vice um nome inexpressivo e que em nenhum momento da pré-campanha figurou na lista de possíveis pré-candidatos, o vereador Vital Pedro de Andrade, mais conhecido como Índio (PSD).

Na convenção municipal da última sexta, diante de uma multidão de eleitores e militantes que lotaram o Auditório do Funpreca, no centro da cidade, Rosineide falou da união selada com João Camêlo: "Eu tenho muito que agradecer à Nossa Senhora todos os dias da minha vida, porque é Ela quem encaminha, quem intercede e quem realiza junto com Jesus Cristo. E foi através Dela que esta união foi selada. Através Dela e do prefeito João Camêlo, Rosineide está de volta. João é uma pessoa que quer o bem de Casinhas também e é por isso que ele fez com que essa união fosse selada. Eu tiro o chapéu pra você, João, porque você não pensou apenas em você. Você pensou na unidade, em muita gente e no desenvolvimento e crescimento de Casinhas", afirmou a ex-prefeita em seu discurso, referindo-se ao novo 'padrinho político', que não compareceu ao ato.

Fonte: +Casinhas
←  Anterior Proxima  → Inicio

Seguidores

Total de visualizações