(Foto: Reprodução/Internet)
Fechadas as contagens de votos neste segundo turno, o PSB do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, foi o partido que mais elegeu prefeitos de capitais Brasil afora nesta eleição. Ao todo, os socialistas conquistaram cinco prefeituras – Recife (PE), Fortaleza (CE), Porto Velho (RO), Cuiabá (MT), Belo Horizonte (PSB) -, tendo representatividade no comando dos Executivos municipais em quase todas as regiões do país.
Ao lado de Geraldo, Eduardo celebra vitórias do PSB
Na cola dos socialistas o PT do ex-presidente Lula – João Pessoa (PB), Rio Branco (AC), Goiâna (GO), São Paulo (SP) – e o PSDB do emergente senador Aécio Neves – Teresina (PI), Maceió (AL), Belém (PA), Manaus (AM) – fizeram, cada um, quatro capitais. Embora os petistas tenham amargado duras derrotas neste pleito, e não conseguiram imprimir o conhecido “ritmo de chegada” junto ao eleitorado na reta final, o partido voltará ao poder na principal capital brasileira a partir de janeiro de 2013, com a vitória em São Paulo por Fernando Haddad. Enquanto isso, os tucanos se veem em dificuldade de empreender um projeto eleitoral com vistas em 2014, haja vista que as prefeituras obtidas não têm tanta expressão.
O PDT ficou na quarta colocação nesta nova configuração eleitoral, sendo vitorioso em três capitais brasileiras – Natal (RN), Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS).
Eduardo Campos (E) "abençoou" a candidatura de Geraldo Julio (D) no Recife (Foto: PSB/Divulgação)
Observando o restante do futuro quadro brasileiro, o PP, DEM e PMDB chegarão ao comando de duas capitais, cada partido. Os progressistas se elegeram em Palmas (TO) e Campo Grande (MS). Já os pedetistas concentram o poder na região Sul, com Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR). Os democratas sobreviveram, curiosamente, no Nordeste – local tradicional do eleitoral do PT -, com as prefeituras de Salvador (BA) e Aracaju (SE). E os peemedebistas mantiveram o comando do Executivo municipal do Rio de Janeiro e abocanharam Boa Vista (RR).
O estreante nas urnas, o PSD, venceu em Florianópolis (SC) e o PSOL, nesta eleição, conquistou a sua primeira capital no Brasil, com Macapá (AP). O PPS chegou ao comando de Vitória (ES) e o PTC levou o pleito em São Luís (MA).
A expressiva vitória do PSB no Brasil, sobretudo nas capitais, pavimenta de vez o caminho do governador Eduardo Campos rumo ao Palácio do Planalto, em 2014. Isso porque, somando-se as conquistas eleitorais nos demais municípios às alianças montadas no tabuleiro eleitoral, o futuro cenário dá condições de o líder socialista empreender o projeto de se descolar do PT e empreender um voo nacional, mostrando-se como uma terceira via na sucessão presidencial.
Veja a lista dos prefeitos eleitos nas capitais brasileiras com 100% das urnas totalizadas:
Nordeste
Recife (PE): Geraldo Julio (PSB)
Fortaleza (CE): Roberto Amaral (PSB)
João Pessoa (PB): Luciano Cartaxo (PT)
Teresina (PI): Firmino Filho (PSDB)
Salvador: ACM Neto (DEM)
Natal (RN): Carlos Eduardo (PDT)
Aracaju (SE): João Alves (DEM)
Maceió (AL): Rui Palmeira (PSDB)
São Luís (MA): Edivaldo Holanda Júnior (PTC)
Norte
Palmas (TO): Carlos Amastha (PP)
Belém (PA): Zenaldo Coutinho (PSDB)
Macapá (AP): Clécio (PSOL)
Boa Vista (RR): Teresa (PMDB)
Manaus (AM): Artur Virgílio (PSDB)
Porto Velho (RO): Mauro Nazif (PSB)
Rio Branco (AC): Marcus Alexandre (PT)
Centro-Oeste
Cuiabá (MT): Mauro Mendes (PSB)
Campo Grande (MS): Alcides Bernal (PP)
Goiâna (GO): Paulo Garcia (PT)
Sudeste
São Paulo (SP): Fernando Haddad (PT)
Rio de Janeiro (RJ): Eduardo Paes (PMDB)
Belo Horizonte (MG): Márcio Lacerda (PSB)
Vitória (ES): Luciano Rezende (PPS)
Sul
Porto Alegre (RS): Celos Fortunati (PDT)
Florianópolis (SC): Celso Souza Júnior (PSD)
Curitiba (PR): Gustavo Fruet (PDT)
Fonte: TSE