6 de novembro de 2015

18 município do estado de Pernambuco estão totalmente se água

Dezoito cidades de Pernambuco estão em colapso — totalmente sem água — e outras 32 estão em pré-colapso. A informação é do presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, em entrevista no Bom Dia Pernambuco desta sexta-feira (6). De acordo com a Coordenadoria de 
Volume morto da barragem de Jucazinho vai começar a ser utilizado. Estado tem 126 cidades em situação de emergência, segundo Codecipe (Foto: Divulgação)
                           

Defesa Civil do estado (Codecipe), outras 126 cidades estão em situação de emergência. "Nós temos 50 cidades que estão sendo apoiadas com carro-pipa. Temos situações no Agreste Meridional, como Jupi, Jucati, são cidades que estão no colapso total, absoluto.

As barragens que abasteciam secaram e o abastecimento é exclusivamente por carro pipa", apontou Tavares. Segundo ele, os moradores dessas e de outras cidades em colapso não precisam nem acionar a Compesa. "A gente já faz o atendimento emergencial", explicou. A situação é preocupante para as cidades em situação de emergência. A barragem de Jucazinho, por exemplo, atende doze cidades do Agreste do estado e pode armazenar 327 milhões de metros cúbicos de água, mas está com apenas 2,5% da capacidade. Para retirar o volume morto, a Compesa precisa fazer uma obra, já que as bombas normais já não conseguem captar a água.

CHUVA - "Investimos no sistema de Jucazinho, nos últimos 60 dias, R$ 1 milhão, de forma a captar todo o restante da água e tentar chegar no próximo período chuvoso", destacou Roberto Tavares, lembrando que o próximo período chuvoso, de acordo com as previsões, será apenas em março de 2016. "Estamos contando que não vamos ter chuva, nos preparando para isso", declarou ainda o presidente. Ainda segundo Tavares, a situação na Região Metropolitana é um pouco mais confortável. As três barragens que abastecem as cidades do Grande Recife estão relativamente cheias. "Pirapama está com 97% da capacidade, Tapacurá com 64% e Botafogo, que atende mais a região metropolitana norte, está com 34%", completou ainda o presidente da Compesa.

Fonte: G1
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial