Recife: Após ser parado em blitz, motorista é liberado, atropela e mata motociclista

                                    Local do acidente, no bairro da Torre, no Recife, ficou parcialmente destruído (Foto: Reprodução/TV Globo)
Um motociclista de 33 anos de idade morreu, na madrugada desta segunda-feira (9), depois de ser arremessado por um veículo em um acidente de trânsito no Recife. O carro envolvido na batida tinha acabado de ser parado em uma blitz de trânsito e o motorista, que se negou a fazer teste do bafômetro, teve a carteira de habilitação apreendida. O automóvel foi liberado depois que um amigo foi buscar o condutor, como previsto por lei – mas a polícia investiga quem realmente estava dirigindo o carro no momento do acidente fatal.
A habilitação e os dados do jovem de 26 anos foram enviados ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE), na tentativa de esclarecer a ocorrência. O acidente foi na Rua Visconde de Irajá, no bairro da Torre, Zona Norte do Recife. O local ficou parcialmente destruído. O poste de iluminação pública foi arrancado do chão e as grades de proteção da praça Barreto Campelo danificadas.
Quando os agentes de trânsito da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) chegaram à ocorrência, só estavam no carro a mulher do motorista e um bebê de quatro meses, que seria o filho do casal.
De acordo com a coronel Hélida Figueiredo, comandante do Batalhão, os dois homens podem ser responsabilizados pela morte do motociclista. “Nós não sabemos depois de uma hora o que ocorreu. Se o condutor solicitou o segundo condutor, que saiu do local devidamente autorizado, e este voltou a assumir o volante de forma errada. Ele não poderia de forma alguma ter repassado de volta”, diz.
O motociclista não resistiu aos ferimentos provocados pelo acidente e morreu ainda no local. O corpo dele foi enviado ao Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife.
Fonte: G1 PE
←  Anterior Proxima  → Inicio

Seguidores

Total de visualizações