Absurdo:Prefeitura não paga empréstimos e deixa servidores com nome no SPC

O contracheque da professora Ana Carla Nery mostra que a parcela de R$ 270,47 tem sido descontada todo mês direto na folha de pagamento. Ela pegou o empréstimo consignado com a prefeitura de Barra Mansa, RJ, há dois anos para comprar um carro, mas desde o fim do ano passado descobriu que o nome estava no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).
"Há poucos dias fui na farmácia para comprar remédio para a minha filha, eu tenho uma filha especial, e não consegui comprar. Eu perguntei porque e eles disseram que não podia porque tinha restrição. Eu liguei. Fui na Caixa Econômica ontem e realmente estou com três prestações em atraso".
O mesmo aconteceu com Cândida Mara Bruno de Paiva. Ela só soube do problema quando tentou fazer crediário em uma loja e passou pelo constrangimento que o nome também estava no SPC. "Um susto imenso porque eu não costumo atrasar prestação nenhuma que eu faço", disse.
O problema é o mesmo. Os funcionários da Educação pegaram um empréstimo consignado com a prefeitura para ser descontado direto em folha de pagamento. Mas a Caixa Econômica Federal diz que o município não tem repassado o pagamento destas parcelas ao banco. Por isso, dezenas de professores estão com o nome negativado, mesmo pagando a dívida.
Do G1 Sul do Rio e Costa Verde

←  Anterior Proxima  → Inicio

Seguidores

Total de visualizações