18 de agosto de 2016

Rodovias estaduais seguem sem o alerta sobre uso de farol durante o dia


Rodovia PE-22, em Paulista, continua sem sinalização relativa à norma dos farois acesos (Foto: Penélope Araújo/G1)Rodovia PE-22, em Paulista, continua sem sinalização relativa à norma do farol aceso
(Foto: Penélope Araújo/G1)
mento Estadual de Estradas de Rodagem (DER-PE) deve voltar a multar os motoristas que trafegarem com o farol baixo desligado durante o dia pelas rodovias estaduais que cortam o Grande Recife. Mesmo assim, faltando quatro dias para o retorno da fiscalização, as estradas ainda estão sem os alertas prometidos pelo órgão.
A Lei Federal 13.290/2016, que prevê farol aceso durante o dia e a noite nas rodovias estaduais e federais, entrou em vigor em 8 de julho deste ano. Cinco dias depois, na Região Metropolitana do Recife, houve a suspensão da exigência, anulação de infrações e garantia de reforço na sinalização.
No dia 13 de julho, o DER-PE anunciou a suspensão de todas as cobranças por um prazo de 40 dias. Nesse período, o órgão garantiu que intensificaria ações educativas e reforçaria a sinalização nas estradas sob jurisdição estadual. Mas essas placas não saíram do papel. Nesta quinta-feira (18), vias importantes do Grande Recife, como as rodovias PE-01, PE-22 e PE-15, continuavam sem os alertas e cheias de motoristas com dúvidas.
G1 percorreu as três rodovias, que cruzam as cidades de Olinda e Paulista, na Região Metropolitana. Na PE-22, que liga a PE-15 e a PE-01, a sinalização é apenas de placas indicando radares de velocidade. Na PE-15, que liga as cidades do Recife e Olinda, o mesmo cenário: poucas placas de sinalização e nenhum aviso sobre a rodovia ou a norma do farol baixo. A situação é a mesma na PE-01, que corta Paulista e Olinda.
Taxista Plínio Marques reclama da lei do farol aceso (Foto: Penélope Araújo/G1)O taxista Plínio Marques reclama da falta de placas
informando sobre rodovias estaduais (Foto:
Penélope Araújo/G1)
Condutores que passavam pelos locais também reclamaram da falta de sinalização e da lei federal. O taxista Plínio Marques disse que já teve até que trocar uma bateria do carro por causa dos farois, sempre acesos.
"Acho que a lei poderia ser aplicada somente na BR. Nas PEs não faz sentido, até porque a gente não sabe nem onde começa e onde termina [a rodovia], não tem sinalização", afirmou.
O motorista Sílvio Lima concordou. "Venho de Limoeiro [Agreste do estado] para cá toda semana e ainda não vi nenhuma placa, em nenhuma das rodovias", reclamou.
G1 também entrou em contato com o DER para saber se a sinalização será feita e se o prazo de 40 dias está mantido. No entanto, o órgão ainda não se posicionou sobre a situação. Informou apenas que haverá uma reunião na tarde desta quinta para tratar do assunto.
Do G1 PE
.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial