23 de agosto de 2016

Vai ser ele ou vai ser ela

                          
Um turbilhão de emoções engrena os rumos das campanhas políticas em Surubim, antes mesmo de o período eleitoral ter entrado em vigor oficialmente no dia 16 de agosto. A parte boa é a compenetração da população, focada nos acontecimentos que têm como intuito expor ideias e promover debates. A parte ruim é adentrar no círculo vicioso da troca de farpas, sob os nervos à flor da pele e as rixas binárias. Claro, alfinetar, provocar e satirizar são hábitos inerentes. A latinidade dos surubinenses traz consigo uma irreverência acoplada e muita criatividade.

Mas é importante não passar dos limites, porque Túlio Vieira do PT e Ana Célia do PSB não são inimigos. São adversários! E o mesmo pode-se dizer de Doutor Valdir do PP. Ou ainda, dos inúmeros candidatos a vereadores; muitos preparados e outros – convenhamos! –, bem canastrões. Há propostas e há circo, cabe melindrosamente avaliar e separar.

Em foco: sexta à noite o atual prefeito e candidato à reeleição, Túlio, realizou seu primeiro grande comício com a presença de aliados como Ricardo Costa, Ricardo Teobaldo e Armando Monteiro. Já ontem, com pompa elevada, Ana Célia comandou o dela, após um arrastão que desceu da Avenida São Sebastião até a Rua João Batista. Fazendo valer a fama dos perfis supracitados, um mais modesto e o outro mais glamoroso.

O que dizer dos eventos partidários de maior projeção midiática? Primeiramente, pergunte-se internamente, caso tenha acompanhado os dois ou um dos dois: as pessoas se doam mais pros discursos em cima do palanque ou para a farra regada à bebida e oba-oba proporcionado pelo som ensurdecedor dos reboques? De todo modo, é importante se revestir com tudo que compõe a conjuntura local. Pra se engajar e se doar para o primordial, que é o melhoramento do município por meio do uso pontual da cidadania. O voto!


Fonte: +Casinhas
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial