13 de outubro de 2016

Operação da PF apura esquema de fraude de R$ 1,2 bilhão e mira ex-governador do Tocantins

                          
Uma operação da PF (Polícia Federal) com 350 agentes nesta quinta-feira (13) cumpre 113 mandados de prisão, depoimento obrigatório e busca e apreensão em seis Estados e no Distrito Federal. As investigações se concentram em fraudes em contratos públicos que totaliza R$ 1,2 bilhão no Estado do Tocantins.
Sandoval Cardoso (Solidariedade), que governou o Estado entre 2014 e 2015, foi preso nesta manhã. O também ex-governador e ex-tucano José Wilson Siqueira Campos (2011-2014) foi conduzido coercitivamente, ou seja, obrigado a depor aos agentes federais. 
Cardoso assumiu interinamente o comando do Tocantins em 8 de abril de 2014, depois que o então governador Siqueira Campos (PSDB) e o então vice-governador João Oliveira (DEM) renunciaram. Em 4 de maio do mesmo ano, Sandoval foi eleito indiretamente para cumprir o mandato de governador. Ele foi substituído por Marcelo Miranda (PMDB), que o derrotou nas Eleições 2014. 
A operação, chamada Ápia, conta com o apoio do MPF (Ministério Público Federal) e da CGU (Controladoria Geral da União). Os suspeitos teriam fraudado licitações públicas e a execução de contratos para a terraplanagem e pavimentação com asfalto em diversas rodovias estaduais.

Fonte:R7.com
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial