23 de novembro de 2016

Ao contrário do que falam a oposição de em relação a saúde, Casinhas é o único município da II GERES a obter nota máxima em todos os indicadores de saúde da Atenção Primária

Casinhas foi o único entre os 20 municípios do Agreste Setentrional e Zona da Mata que compõem a II Gerência Regional de Saúde (II GERES), com sede em Limoeiro, a obter a nota máxima de pontuação em todos os indicadores de saúde da Atenção Primária (nota 100). A informação foi divulgada nesta terça-feira (22) pela gerente da II GERES, Fabiane Meneses, durante reunião para apresentação dos resultados da 10ª Avaliação da Política Estadual de Fortalecimento da Atenção Primária (PEFAP), 

A PEFAP avaliou sete indicadores: Proporção de óbitos de Mulheres em Idade Fértil (MIF) investigados; Proporção de óbitos infantis investigados; Proporção de nascidos vivos de mães com 7 ou mais consultas de Pré-Natal; Número e percentual de cura de tuberculose pulmonar bacilífero por município de residência; Percentual de cura na corte de hanseníase; Cobertura da terceira dose da vacina pentavalente em menores de 1 ano de idade; Razão entre exames cipatológicos cérvicos-uterino em mulheres de 25  64 anos e a população feminina nesta faixa etária.
Imagem: Divulgação/Reprodução
De acordo com o secretário de Saúde de Casinhas, Mákson Medeiros, o resultado é fruto de um trabalho feito com seriedade e compromisso pela atual gestão do município. "Além de marca principal da atual gestão, a Atenção Básica de Casinhas foi o pilar em investimentos para melhoria do atendimento e da qualidade da assistência dada aos munícipes. Entretanto, nada disso seria possível sem o apoio irrestrito da prefeita Rosineide Barbosa e do empenho de toda a equipe da Atenção Básica e da Vigilância em Saúde", afirma Medeiros.

Fonte: +Casinhas
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial