Vereadores de Surubim aumentam seus salários e o salário da prefeita eleita Ana Célia

                               
A Lei Municipal Nº 618/2016, aprovada pelos vereadores contemplou o Poder Executivo, Prefeita, Vice-Prefeito e o secretariado municipal, com salários de marajás. O aumento, da ordem de 60%, embora tenha merecido um parecer da Mesa Diretora da Câmara de que nem é inconstitucional e tampouco contrário ao interesse público, certamente não tem o aval da população do município. Tanto quanto o projeto que aumentou os subsídios dos próprios vereadores em cerca de 30% foi votado sem o conhecimento dos surubinenses.

São fatos como este que tornam a classe política desacreditada. Vejam os novos valores: o Prefeito Túlio recebia R$ 15.000,00 (quinze mil reais) e Ana Célia passará a receber R$ 24.000,00 (vinte e quatro mil reais). O Vice-Prefeito passará dos R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) para R$ 12.000,00 (doze mil reais) e os Secretários que recebiam R$ 4.000,00 (quatro mil reais) perceberão R$ 6.000,00 (seis mil reais). Compare-se com os subsídios do Governador que, somando seu salário no TCE com a Gratificação chega aos R$ 26.897,64; o Vice-Governador que recebe R$ 7.012,00 enquanto os Secretários estaduais ganham R$ 8.118,72.

Portanto, saber que o Chefe do Poder Executivo de Surubim ganhará pouco menos que o Governador Paulo Câmara, e o Vice-Prefeito receberá mais que o Vice-Governador, é inacreditável. Essa Lei fora vetada pelo Executivo, mas sua rejeição obteve uma votação de 2/3 dos vereadores, tornando sem efeito a decisão do Poder Executivo. O pacote de bondades dos egrégios vereadores surubinenses que contempla eles mesmos e eleva às alturas os futuros ganhos da Prefeita eleita, teve sua votação feita na surdina, após as eleições, para que o povo de Surubim não tomasse conhecimento.

(Com informações do Portal da Transparência do Governo de Pernambuco)
←  Anterior Proxima  → Inicio

Seguidores

Total de visualizações