17 de fevereiro de 2017

Vereador de Surubim presta queixa contra secretário de saúde por ameaças


Resultado de imagem para foto de vavá vereador de surubim

O vereador Josivaldo José da Silva, mais conhecido por Dr. Vavá (PDT), esteve na Delegacia de Polícia de Surubim nesta terça-feira (14), para registrar um boletim de ocorrência (B.O.) por ameaça, contra o secretário de Saúde do município, Aguinaildo de Lima e o cunhado do gestor, identificado apenas como “Cazezinho”, proprietário de uma revendedora de veículos na entrada da cidade. O parlamentar contou que por volta das 11h30 do último domingo (12),  recebeu um telefonema do empresário dizendo “que não falasse mal de Aguinaildo e tivesse cuidado que ele poderia se prejudicar”. Na mesma ligação, segundo o vereador, o empresário teria afirmado ainda que “foi Aguinaildo que pediu para ligar”. Dr. Vavá também relatou na delegacia, que na tarde do dia anterior, já havia recebido outros telefonemas de números não identificados com ameaças do tipo “cuidado que vão lhe pegar”.
O secretário de Saúde tem sido alvo de críticas pelo vereador em entrevistas nas emissoras de rádio da cidade e na tribuna da Câmara. Entre as questões levantadas por Dr. Vavá, estaria o fato do gestor morar na cidade vizinha de Cumaru e se utilizar de um veículo da Prefeitura para deslocamento até a sua residência, o que de acordo com o parlamentar, prejudicaria a população, vez que a frota da secretaria não atende de forma satisfatória a demanda. Comentando as ligações que recebeu, o parlamentar afirmou em uma mensagem de áudio no aplicativo WhatsApp, que no próximo dia 3 de março vai apresentar uma denúncia contra o secretário, mas não adiantou do que se trata. Aguinaildo de Lima, já foi secretário de Saúde em João Alfredo e assumiu a pasta em Surubim no começo deste ano, de acordo com o vereador, por indicação do ex-prefeito Flávio Nóbrega (PSB), pai do vice-prefeito, Guilherme Nóbrega (PSB).
Dr. Vavá, que também é advogado, afirmou que vai levar o caso ao conhecimento da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Ministério Público Estadual (MPPE). O assunto deverá ser abordado na próxima reunião da Câmara de Vereadores marcada para às 20h, desta quinta-feira (16). O secretário de Saúde e o cunhado dele ate a publicação desta matéria, ainda não haviam se pronunciado sobre a queixa prestada pelo parlamentar. A ocorrência foi registrada na delegacia com o N.º 17E0206000318.
 IMG_20170215_130719326 IMG_20170215_130739442
Fonte: Correio do Agreste 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial